Segunda-feira
09 de Dezembro de 2019 - 
Prestação de Serviços Jurídicos de Qualidade

Tribunal de Justiça promove eventos relativos à Semana Restaurativa

Semana é celebrada em persos países.           O Tribunal de Justiça de São Paulo promoveu e participou, entre os dias 17 e 23 de novembro, de persos eventos relativos à Semana Restaurativa, celebrado anualmente na terceira semana de novembro com o objetivo de disseminar a prática da Justiça Restaurativa, técnica de solução de conflito e violência orientada pela criatividade e sensibilidade a partir da escuta das vítimas e ofensores.         De 17 a 19 de novembro, na cidade de Banff, no Canadá, aconteceu o Simpósio Nacional de Justiça Restaurativa. O juiz Marcelo Nalesso Salmaso, integrante do Grupo Gestor da Justiça Restaurativa do TJSP e do Comitê Gestor Nacional da Justiça Restaurativa do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), compôs painel sobre as experiências da JR no Brasil. “O compartilhamento de experiências foi muito produtivo, tanto em termos de aprendizado com a experiência canadense, que conta com uma caminhada mais longa e melhores recursos e estrutura, quanto para perceber que fazemos um trabalho significativo no Brasil, com conhecimento e prática próprios e sólidos, construídos ao longo dos anos”, afirmou.         No dia 21 de novembro, o coordenador do Grupo Gestor de Justiça Restaurativa do TJSP, juiz Egberto de Almeida Penido participou do Seminário Justiça Restaurativa em Ambiências Institucionais, promovido pelo Ministério Público de São Paulo, no qual também palestraram promotores de Justiça, defensores públicos e procuradores da República. Na mesma data, em Ribeirão Preto, foi aprovada por unanimidade a lei que instituiu o Núcleo de Justiça Restaurativa e o Grupo Gestor na Câmara Municipal do município. Entre os objetivos está o desenvolvimento de pesquisas, formação de recursos humanos e ações, visando disseminar a cultura de paz e a prevenção da violência. A juíza coordenadora do Núcleo de Justiça Restaurativa de Ribeirão Preto, Carolina Moreira Gama esteve presente na sessão, assim como representes de outras instituições.         No dia 22 de novembro, a Coordenadoria da Infância e Juventude (CIJ) do TJSP realizou, na Escola Paulista da Magistratura (EPM), o seminário “Celebração da Semana Restaurativa”. A mesa de abertura foi composta pelo juiz Egberto de Almeida Penido, pela integrante da CIJ, juíza Eliane Cristina Cinto, e pela supervisora do Serviço de Justiça Restaurativa da CIJ Andrea Svicero. Egberto Penido enalteceu o trabalho dos facilitadores, que “fazem perguntas difíceis e lidam com situações que nos desafiam, inclusive para rever nossas crenças e hábitos”. “Estamos inseridos em uma sociedade patriarcal que tem questões fortes de gênero, raça, classe e tantas coisas mais”, ressaltou, acrescentando que a semana busca focar nos avanços da Justiça Restaurativa de maneira integrada com as instituições e a sociedade civil. A juíza Fernanda Souza Pereira de Lima Carvalho, responsável pelo Núcleo de Justiça Restaurativa de São Vicente e bailarina, fez uma intervenção artística de dança sobre a importância da expressão corporal para dar passagem às emoções. Psicólogos, assistentes sociais e sociólogos também realizaram performances, exposições, oficinas e dinâmicas de grupo.         As comarcas de Barueri, Boituva, Campinas, Itajobi, Laranjal Paulista, Santos, São José do Rio Preto, São Vicente, Socorro, Sorocaba e Tietê também realizaram eventos em comemoração à Semana Restaurativa 2019.                    imprensatj@tjsp.jus.br
03/12/2019 (00:00)
Visitas no site:  548878
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.